Título 1

fotografia: Monica Galvão  Novembro 2018

fotos Shay de Aevedo Peled

Projeto Contra x Tempo

Parceria: Grupo  Imaginatur USP/ Contemporão 

Novembro 2018

 

Cada um dos sete artistas participantes criou uma proposição para realizar uma performance. Durante as ações, cada um dos performers iniciou no lugar de sua proposição e, depois, seguiu na direção anti-horário para a próxima estação.

Um display sonoro em forma de X foi usado para marcar o tempo em cada estação de performance. Foi criado, assim, uma espécie de circuito que iniciou com 15 minutos em cada estação, depois 10 minutos e, finalmente, cada artista decidiu o tempo - que não ultrapassou 5 minutos.

O projeto lidou com a qualidade central da ação política -  alteridade – o estado que se constitui através de relações de diferença ou a capacidade de colocar-se no lugar do outro.  

MAIS LEITURA: 

Fortes, H., Peled, Y., Martins, M., Gomes, T., Magno, L., Espírito Santo, L., & Fonseca, S. (2019). A partilha do comum na performance Contra X Tempo: Processo criativo colaborativo como ato estético e político. PÓS: Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Artes Da EBA/UFMG, 9(18), 58-86. Recuperado de https://www.eba.ufmg.br/revistapos/index.php/pos/article/view/908

ENG

 

Contra X Tempo

Group Imaginatur USP/ Contemporãosp

November 2018

 

Each of the seven participating artists created a proposition to perform. During the performances each one started in the place of his/her proposition and then went counterclockwise to the next "station".

An X-shaped sound display was used to mark the time in each performance station. It was, thus, created a kind of circuit that started with 15 minutes in each station, then 10 minutes and finally each artist decided the time - which did not exceed 5 minutes.

The project dealt with the central quality of political action - otherness - the state of being different or the ability to put oneself in the other's shoes.  

contato@contemporaosp.com

+55  (11) 2893 - 2404